MEC - Ministério da Educação

notícias

Lavid promove sessão de cinema 4K com acessibilidade na UFPB

Publicado em: 17/02/2014 | Categoria: Projetos

Teste feito no Lavid da tecnologia CineLibras de tradução automática em LIBRAS de filme

O projeto de cinema digital “Ver Brasil – Módulo I” promove nesta quarta-feira, 19, às 16h, na Sala Aruanda, localizada no CCTA da UFPB, uma sessão de cinema com imagens UltraHD (4K – definição quatro vezes melhor que da TV digital e blu ray). Na sessão será feita uma demonstração da projeção em 4K de filme utilizando a tecnologia Suíte Fogo, desenvolvida no projeto pelos pesquisadores do Lavid. O filme exibido será “Sintel”, uma animação produzida e cedida ao projeto pela Blender Foundation.

Na oportunidade, o público também conhecerá o CineLibras, uma tecnologia assistiva de tradução de legendas de filmes para LIBRAS. O CineLibras promove a tradução automática do filme na linguagem de sinais a partir de um conceito de segunda tela no qual a janela com o vídeo do tradutor (um avatar 3D) é visualizada através de tablets e smartphones.

Na sessão, estarão presentes pessoas com deficiência auditiva que testarão a solução desenvolvida pela equipe de estudos em acessibilidade do Núcleo Lavid. “A solução torna possível que pessoas surdas possam participar de uma sessão de cinema de forma inclusiva, ou seja, acompanhando o conteúdo na sua primeira língua, que no caso dos brasileiros é a LIBRAS”, destaca o coordenador de acessibilidade do projeto, Tiago Maritan.

De acordo com dados do Censo 2010, na Paraíba 6,11% da população tem alguma deficiência auditiva. Em João Pessoa, o total é de 5,14% da população da cidade.

No mesmo levantamento, o IBGE aponta que 2,73% de pessoas com deficiência auditiva são analfabetos; na Capital, o número é um pouco menor: 1% da população que apresenta esta deficiência. “O CineLibras é importante porque a grande maioria das pessoas surdas tem dificuldade para ler e compreender legendas em língua portuguesa, uma vez que o português funciona como uma segunda língua, fato comprovado em alguns estudos da área”, ressalta o professor Tiago Maritan.

Ainda segundo ele, essa tecnologia torna a sessão inclusiva porque permite que as pessoas surdas acompanhem a tradução para LIBRAS no seu próprio dispositivo móvel, sem interferir no conteúdo projetado na tela para todos. O projeto "Ver Brasil – Modulo I" é financiando pelo Ministério da Cultura. O CineLibras tem financiamento da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa - RNP.

Outra vantagem desta tecnologia é o baixo custo, avaliado pelo pesquisador em torno de 5 mil reais por sala de cinema. “O investimento básico para viabilizar a implementação dessa solução seria um servidor executando o CineLibras, e uma base sem fio para conectar os dispositivos neste servidor”.

Sinopse:

"Sintel" é um curta-metragem produzido de forma independente, iniciado pela Fundação Blender como um meio de melhorar e validar a suíte Blender, uma solução de código aberto desenvolvida para criação de conteúdos 3D. Este filme tem duração de 15 minutos e foi produzido no estúdio da Blender Institute em Amsterdam, por uma equipe internacional de artistas e desenvolvedores. Além disso, vários objetivos técnicos e criativos cruciais foram realizados on-line, por desenvolvedores, artistas e equipes de todo o mundo.

Fonte: www.sintel.org

Redação: Kellyanne Alves

Fotos: Kellyanne Alves

Núcleo Lavid e RNP fazem primeira transmissão 4K ao vivo em telessaúde do Brasil para San Diego

Publicado em: 10/12/2013 | Categoria: Eventos

Imagem de uma cirurgia durante teste local da transmissão 4K realizado nesta segunda-feira, em Brasília.

Pesquisadores brasileiros fazem hoje, dia 10, a partir das 16h (horário de Brasília), o primeiro experimento de transmissão simultânea de vídeos ao vivo com qualidade Ultra HD (4K – definição quatro vezes melhor que da TV digital e blu ray) de cirurgias envolvendo 5 hospitais. O conteúdo transmitido é formado por vídeos ao vivo de procedimentos cirúrgicos realizados nos hospitais universitários das cidades de Natal, Porto Alegre, Brasília e Vitória. Também haverá um procedimento cirúrgico da área odontológica feito pelFaculdade de Odontologia da USP (FOUSP), em São Paulo.

A visualização simultânea da transmissão acontece nas salas de projeção da Atkinson Hall da University of California, em San Diego, e do Hotel San Marco, em Brasília. Em San Diego, a demonstração da projeção ao vivo ocorre durante a palestra “Way 4K FOGO for Telemedicine”, do professor da Universidade Federal da Paraíba, Guido Lemos, durante o CineGrid International Workshop 2013.

“A partir dessa demonstração, queremos provar que é possível transmitir cirurgia de UHD (4K) simultaneamente no Brasil. A nossa intenção é por meio da exibição de imagens de alta definição possibilitar uma melhoria no desempenho da cirurgia no caso de uma segunda opinião médica durante o procedimento e também no ensino de telemedicina”, destacou o professor Guido Lemos, um dos responsáveis pelo experimento.  

A tecnologia que permite essa transmissão 4K (3840X2160 pixels) é o sistema Suíte Fogo desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa e Extensão Lavid da UFPB, em parceira com a RNP. O Suíte Fogo é um conjunto de softwares que permite o armazenamento, transmissão ao vivo e execução de imagens em super alta definição na resolução 4K, além da comunicação instantânea entre os envolvidos no evento transmitido e o público.  

O experimento é coordenador pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), através do projeto Rute 2.0 (Rede Universitária de Telemedicina). Os procedimentos cirúrgicos serão realizados pelo Hospital Universitário de Brasília (UNB), Hospital Universitário Onofre Lopes (UFRN), Hospital de Clínicas de Porto Alegre (UFRS), Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes (UFES) e Faculdade de Odontologia da USP (FOUSP).

Sobre a RNP:

Qualificada como uma Organização Social (OS), a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), responsável pelo Programa Interministerial RNP, que conta com a participação dos ministérios da Educação (MEC), da Saúde (MS) e da Cultura (MinC). Pioneira no acesso à Internet no Brasil, a RNP planeja e mantém a rede Ipê, a rede óptica nacional acadêmica de alto desempenho. Com Pontos de Presença em 27 unidades da federação, a rede tem mais de 800 instituições conectadas. São aproximadamente 3,5 milhões de usuários usufruindo de uma infraestrutura de redes avançadas para comunicação, computação e experimentação, que contribui para a integração entre o sistema de Ciência e Tecnologia, Educação Superior, Saúde e Cultura.

Sobre o CineGrid:

O CineGrid é uma associação internacional sem fins lucrativos, integrada por entidades e estúdios de cinema, empresas de tecnologia, universidades e redes de pesquisa de vários países do mundo. As entidades que compõem o CineGrid formam um grupo interdisciplinar focado no uso de redes de alta capacidade para distribuição de conteúdos artísticos, educacionais, científico e de entretenimento. 

Redação: Kellyanne Alves - Jornalista NPE/Lavid

Foto: Valdecir Becker

Núcleo Lavid expõe soluções tecnológicas na Conferência Brasil-Canadá

Publicado em: 05/12/2013 | Categoria: Eventos

Os participantes da Conferência Brasil-Canadá 3.0, que começa nesta quinta-feira (5), terão a oportunidade de conhecer e interagir com quatro plataformas digitais, desenvolvidas por pesquisadores do Núcleo Lavid/UFPB e Centro de Informática da UFPB, que estão sendo mostradas na área de exposições do evento, no Centro de Convenções de João Pessoa. Estão à disposição do público os projetos Brasil 4D e Pamin, além das ferramentas de visualização “Análise de acesso à educação” e  “Localização de viaturas policiais”.

O Projeto Brasil 4D é a primeira experiência de interatividade na TV pública digital e aberta do país com famílias de baixa renda e foi implementado, em João Pessoa, sob a coordenação do diretor do Centro de Informática, Guido Lemos, e pela pesquisadora em TV digital, Madrilena Feitosa.  Durante a exposição, a plataforma digital interativa, que foi testada com 100 famílias de três bairros de João Pessoa, será disponibilizada ao público da conferência, que poderá interagir com as novas funcionalidades  da TV digital.   Esse projeto, que foi concebido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), ganhou prêmio nacional e internacional, em agosto deste ano, e foi realizado com o apoio da TV UFPB, TV Câmara de João Pessoa, Prefeitura de João Pessoa e outros parceiros.

Ao visitar o estande do Pamin (Patrimônio, Memória e Interatividade) os participantes terão acesso a uma plataforma virtual na internet, que oferece armazenamento, catalogação e disseminação de informações espaço-temporais sobre manifestações artísticas e culturais que compõem o patrimônio cultural material e imaterial que representam a diversidade cultural do Brasil. O Pamin é coordenado pela professora de Antropologia Social, Luciana Chianca, e integra a informática, antropologia e áreas afins no campo da cultura digital, congregando professores, alunos, servidores e pesquisadores, através da extensão universitária associada à pesquisa e ao ensino.

Através da ferramenta de visualização “Análise do Acesso à Educação”, o público presente à Conferência Brasil-Canadá 3.0 poderá conhecer, por meio de infográficos interativos, a evolução do acesso de pessoas com perda auditiva à educação básica e superior no país. Essa solução tecnológica foi desenvolvida sob a coordenação do professor Ed Porto, do Centro de Informática da UFPB, e venceu o Concurso Nacional de Dados Abertos, na categoria “Infográficos”. O concurso foi promovido pelo Ministério do Planejamento (MP) e a premiação foi anunciada dia 22 de novembro, durante o II Encontro Nacional de Dados Abertos, em Brasília.

Pesquisa

Outra inovação que será mostrada na exposição do evento é a ferramenta  “Localização de viaturas policiais”, desenvolvida para atender uma demanda crescente, principalmente nos grandes centros urbanos, pelo atendimento policial em situações de emergência. De acordo com o projeto, uma ferramenta web permitirá um posicionamento estratégico das viaturas de modo que o efetivo policial atenda às demandas da comunidade, no menor tempo possível.  A pesquisa vem sendo coordenada pelo professor Lucídio Cabral, do Centro de Informática da UFPB.

Segundo Valtania Ferreira, estudante do mestrado em Engenharia de Produção da UFPB, a ferramenta visa auxiliar os gestores da Polícia Militar da Paraíba na adoção de políticas para redução e inibição da criminalidade, de forma eficiente e eficaz, com o emprego de viaturas policiais em locais estratégicos, melhorando assim a prestação de serviços à população.

Redação: Madrilena Feitosa - Ascom CI/UFPB